domingo, 11 de janeiro de 2015

A pomba que desejo





Voas, voas por aí,
sem descanso
na busca constante
e em cada instante,
de paz, harmonia
e amor!

Cansada,
mas não desistes;
sentes em mim
a tua força interior
e caminhamos
sempre
com mensagens,
e imagens
de poesia com luz!

Neste pensamento
que nos pertence,
só tu
és a pomba que desejo!

José Manuel Brazão


981

48 comentários:

  1. Bello poema y gran fotografía...un instante único!
    Un beso Teca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Remei, eu estava ali no momento certo. Ficou uma pose e tanto!
      Quantos aos versos, um pouco de divagação...
      Beijo, preciosa.

      Excluir
  2. Hola amiga Teca,bello poema acompañada con una linda foto.Un fuerte abrazo y feliz seman,besos cariñosos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antonio, também desejo a você uma semana maravilhosa, com alegria e realizações.
      Beijo carinhoso com flores do campo.

      Excluir
  3. Respostas
    1. Interessante como parecia que essa pomba pressentia o perigo...
      Beijo.

      Excluir
  4. Bien acompañados esos versos y la fotografía. Abrazos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A verdade é que a ousadia me invadiu ao concatenar os versos com a foto... almejando uma parábola...
      Beijo.

      Excluir
  5. Respostas
    1. Boa semana para você também, Teresa.
      Beijos.

      Excluir
  6. Un poema precioso para acompañara a esta imagen......impactante, saludos y abrazos amiga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Jesus, bastante impactante (e de certa forma, uma sorte fazer a foto!).
      Beijo com carinho.

      Excluir
  7. Estás hecha toda una fotografa :)

    Boa semana Teca. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Às vezes bate uma onda de inspiração... e claro, um pouco de sorte... ahah...
      Beijo, amigo, saudade de você.

      Excluir
  8. Respostas
    1. Obrigada, Shirley, pela observação.
      Beijos.

      Excluir
  9. Olá Teca! Como está?
    Vim conhecer seu espaço e me deparo com um belo poema de José Manuel. Claro está que a pomba não é essa que aparece na foto, mas uma extensão da alma que almeja voar longe e alto, ansiosa por se expandir ao infinito. Bela parábola!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acertou em cheio, Augusto! Uma parábola, ou apenas uma tentativa de.
      Encantada com sua visita. Obrigada.
      Grande abraço.

      Excluir
  10. Belíssima e feliz junção entre a imagem, e as palavras, Teca... todos nos revemos nessa pomba, que faz as suas buscas, e escolhas, por entre os perigos e incertezas da vida.
    Também gostei do novo visual do blog... simples e leve...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto da sua maneira ágil de entender e interpretar as postagens... bem acertado esse comentário.
      Quanto à nova cara do blog... mais simples, mais leve, mais objetivo...
      Agradecida pela presença amiga.
      Beijos e flores.

      Excluir
  11. Nada como um voo dessa natureza para nos espelhar, em algumas circunstâncias.

    bjo de luz e paz,
    Teca
    =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Algumas circunstâncias, às vezes, à cara da postagem...
      Beijo iluminado.

      Excluir
  12. Esa paloma está claro que no sabe leer...

    Parece que haya pasado un huracán por tu blog...

    Un abrazo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A pomba não sabe ler, mas a fotógrafa foi astuta, não?
      Passou um furacão da simplicidade no Sedimentos, amigo!
      "Ando com vontade de viver o exagero da simplicidade."
      Beijo de colibri.

      Excluir
  13. São assim as pombas... e os pombos!

    Bom Ano para si!

    ResponderExcluir
  14. Bonita fotografía complementada con este excelente poema.
    Que te vaya bien Teca.
    Un abrazo.
    Ramón

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa fotografia foi feita de repente, mestre. Confesso que fiquei orgulhosa do inesperado.
      Bom fim de semana.
      Beijo.

      Excluir
  15. Um poema maravilhoso para começar o ano.
    Beijo
    Graça

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico satisfeita que você tenha gostado, Graça.
      Beijo.

      Excluir
  16. No desfallecer jamás cuando se trata de alcanzar la capacidad de sentir y vivir es tan importante como el propio sentimiento que se obtiene de esta esta búsqueda. Un poema pleno de futuro.

    Un cariñoso abrazo, querida Teca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Suas interpretações são sempre estupendas, inteligentes!
      Feliz fim de semana, Antonio querido.
      Beijo carinhoso.

      Excluir
  17. Una bella poesía y una paloma en riesgo, en una foto muy adecuada.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma interpretação abstrata da composição letras-imagem...
      Beijo, Valverde, saúde e paz...

      Excluir
  18. Hola mi querida amiga Teca,un feliz domingo con con mucho amor y cariño,dulces besos amiga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por seu apoio de sempre, amigo Antonio.
      Bom domingo para você e sua família.
      Beijos e flores.

      Excluir
  19. bello poema; aveces me gustaria a mi volar. Un saludo desde muy lejos querida Teca. Delz domingo
    Jorge

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um voo que levasse às alturas dos sonhos, verdade?
      Beijos.

      Excluir
  20. Que bueno y que momento, tan bien captado...

    Saludos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por passar e deixar um rastro de amizade.
      Beijos.

      Excluir
  21. That's a beautiful shot !
    Have a nice Sunday !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thanks, Ela. Have a wonderful weekend!
      Hugs and love.

      Excluir
  22. Hola, un poema que vuela alto como la misma paloma.
    Una maravilla de la naturaleza que Dios nos obsequia para que aprendamos a volar en libertad comunicación. Una reflexión un pulso y un sueño.
    Gracias. Un abrazo y feliz domingo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada você pela visita ao Sedimentos e por tão cativante comentário.
      Beijos e abraços.

      Excluir
  23. Imagens e palavras cheias de sensibilidade.
    Um beijo.

    ResponderExcluir