sexta-feira, 6 de junho de 2014

Do inquieto oceano da multidão


Búzios, RJ - Julio Cesar Cardoso de Barros/Cristina Ramos


Do inquieto oceano da multidão
veio a mim uma gota gentilmente suspirando:

— Eu te amo, há longo tempo
fiz uma extensa caminhada apenas
para te olhar, tocar-te,
pois não podia morrer
sem te olhar uma vez antes,
com o meu temor de perder-te depois.

— Agora nos encontramos e olhamos,
estamos salvos,
retorna em paz ao oceano, meu amor,
também sou parte do oceano, meu amor,
não estamos assim tão separados,
olha a imensa curvatura,
a coesão de tudo tão perfeito!
Quanto a mim e a ti,
separa-nos o mar irresistível
levando-nos algum tempo afastados,
embora não possa afastar-nos sempre:
não fiques impaciente — um breve espaço
e fica certa de que eu saúdo o ar,
a terra e o oceano,
todos os dias ao pôr-do-sol
por tua amada causa, meu amor.
(...)

Walt Whitman - Folhas de Relva




31 comentários:

  1. Precioso poema y bonita foto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Siempre el mar, ¿sabes lo que me gustan esos cielos azules?.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  3. Wonderful composition!
    Have a happy weekend!

    ResponderExcluir
  4. Hola amiga Teca,bonitas palabras y como siempre acompañadas con una linda melodia.Feliz fin de semana con mucho amor y cariño besosssss.

    ResponderExcluir
  5. de oceaan die blijft toch altijd boeien.

    ResponderExcluir
  6. Muy lindo. Besos y felices días.

    ResponderExcluir
  7. bonitos poemas, acompañados de un vídeo,,,besos querida amiga Teca,,,

    ResponderExcluir
  8. Como es habitual en ti; siempre ofreciéndonos bellas melodías y hermosas imágenes para relajarse este fin de semana, un abrazo y feliz finde para ti también Teca.

    ResponderExcluir
  9. Mar y cielo en la inmensidad, hermosos versos, que tengas feliz domingo, un abrazo.J.R.

    ResponderExcluir
  10. Até nas gotas do oceano pode-se perceber a presença do ser amado.
    Beijo, teca!

    ResponderExcluir
  11. Ya ves que yo prefiero la montaña, el mar no me inspira mucho, lo encuentro muy monótono, hace mucho calor y se está incómodo, bello poema.
    Un beso

    ResponderExcluir
  12. Precioso poema al amor, no se me ocurre mejor tema al que dedicarle tan bellas palabras, la imagen y la música de Tim Maia son muy lindas tambien, que bonita y especial entrada, besos Teca.

    ResponderExcluir
  13. Uma excelente escolha poética.
    Gostei imenso, obrigado pela partilha.
    Um bom domingo e uma boa semana.
    Beijo, querida amiga Teca.

    ResponderExcluir
  14. Belo blog, lindo poema e
    maravilhosa musica!
    Ja seguindo aqui.
    Belo domingo
    deixo
    Bjns
    CatiahoAlc./ReflexdAlma

    ResponderExcluir
  15. Amo este poeta, mas esta tradução não é das melhores. Gosto muito das traduções do Rodrigo Garcia Lopes que muito bem o explana. Essa não me parece ser dele,pois ele carrega uma marca registrada nas traduções de Walt Whitman...
    Mas mesmo assim valeu chegar até aqui. Já estou a lhe acompanhar por e-mail...

    ResponderExcluir
  16. El mar no sólo separa, también une por medio de la mirada perdida hacia su horizonte...tal vez, soñando...

    Un abrazo...

    ResponderExcluir
  17. Una bonita foto y bien acompañada por el poema, además la música del video me ha gustado mucho. Saludos.

    ResponderExcluir
  18. Quanta ternura e riqueza!
    Amei o vídeo.

    =D

    bjo e ótimo domingo, Teca.

    ResponderExcluir
  19. Un bonito poema,,,y preciosa foto...un saludo desde Murcia...

    ResponderExcluir
  20. Mesmo que o oceano seque, a "tempestade" ficou.
    Ondulando revolto e tempestuoso me ajoelhei a teus pés. Vencido, docemente os beijei, emquanto realizado retomei o leito...

    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Un bello poema amenizado por una música melodiosa.
    Un beso.

    ResponderExcluir
  22. La poesía de Whitman tiene una cadencia especial en tu idioma que se realza aún más si cabe con esa agradable melodía.
    Un abrazo

    ResponderExcluir
  23. É sempre bom ler Walt Whitman. Obrigada.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  24. Los que hemos nacido junto al mar llevamos el mar con nosotros y cualquier referencia a el nos encanta. Precioso post. Besos.

    ResponderExcluir
  25. Querida amiga

    Quando um poema encontra
    uma música que o embale,
    o belo se faz
    de forma plena.

    Que haja sempre
    uma inspiração
    para acordar
    as palavras
    adormecidas
    em tua vida.

    São elas que dão sentido a tua vida,
    e as vidas que passeiam por tuas palavras.

    ResponderExcluir
  26. Passei e desejo um feliz fim de semana.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  27. Hola querida amiga Teca,feliz fin de semana,besos con mucho cariño.

    ResponderExcluir
  28. Reli o poema e continuei a achá-lo excelente.
    Tem um bom fim de semana, querida amiga Teca.
    Beijo.

    ResponderExcluir