domingo, 3 de outubro de 2010

Distante amor

imagem: internet


Eu penso em ti quando o fulgor do sol ardente
reluz do mar;
E penso em ti quando a tranquila fonte
espelha o luar.

A ti eu vejo da longínqua estrada
entre a turba e pó;
E, alta noite, por tenebrosa senda,
peregrino e só.

Tua voz me fala entre o fragor da vaga
que vem tombando;
Ou, quando em silêncio, lá na selva erma
te estou escutando.

Contigo estou, de ti tão longe embora.
Estás junto a mim!
Já cai o dia... vêm luzindo os astros...
Ver-te-ei, enfim?

Goethe 


19 comentários:

  1. FANTASTICO......my compliments Teca.

    Bye bye, Joop

    ResponderExcluir
  2. Muy bello poema y un bello fotomontaje, un fuerte abrazo para ti Teca.

    ResponderExcluir
  3. yes it is true we are close..even if you live far far away..it is like talking to you in the phone,in my thoughts,you mean so much to me..how can i ever forget you..I WILL NOT forget..the poem form goethe is very pretty Teca.thank you very much and have a very very good sunday!!!

    ResponderExcluir
  4. Amor en la distancia ... ¿posible? ...

    Besos

    ResponderExcluir
  5. Amin, thank you!
    Hugs.

    Joop, a good week, honey!
    Kiss.

    seva, um forte abraço pra você também, querido!

    Anita, levely, dear... you're lovely! Thank you for your friendship.
    Warm hugs.

    Begoña, não é impossível, mas para manter acho que é mais complicado.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Paulo, eu também... ;)
    Beijinhos doces.

    ResponderExcluir
  7. I'ts a long way to ......
    I also, like the poems, from the Weimar artist.
    Saludos,Willy

    ResponderExcluir
  8. Willy., thank you for coming, honey!
    Kiss.

    ResponderExcluir
  9. Ardaire, seja bem-vinda!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. What a beautiful creation of "Distant Love"
    Wong

    ResponderExcluir
  11. chenfy, thank you!
    Kiss.

    José, um abraço pra você também.

    ResponderExcluir