quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Acordar, viver

foto: internet


Como acordar sem sofrimento?
Recomeçar sem horror?
O sono transportou-me
àquele reino onde não existe vida
e eu quedo inerte sem paixão.

Como repetir, dia seguinte após dia seguinte,
a fábula inconclusa,
suportar a semelhança das coisas ásperas
de amanhã com as coisas ásperas de hoje?

Como proteger-me das feridas
que rasga em mim o acontecimento,
qualquer acontecimento
que lembra a Terra e sua púrpura
demente?
E mais aquela ferida que me inflijo
a cada hora, algoz
do inocente que não sou?

Ninguém responde, a vida é pétrea.

Carlos Drummond de Andrade

19 comentários:

  1. Ai que poesia mais dramatica essa....
    Mas gostei.... rs
    td de bom pra vc.
    bjux

    ResponderExcluir
  2. Hola Teca

    Qué bueno que me dejó disfrutar de todos los días de hermosos poemas e imágenes,
    Mis felicitaciones.

    Estimado saludos y besos, Joop

    ResponderExcluir
  3. Sólo viviendo el presente y aceptándolo somos capaces de aliviar el dolor y curar las heridas.

    Besos.

    ResponderExcluir
  4. Como siempre nos eliges un poema, intenso, precioso...

    Saludos y un abrazo.

    ResponderExcluir
  5. Não é fácil sobreviver às rotinas que se vão instalando, mas quem melhor que Carlos Drummond de Andrade para o dizer com esta força e profundidade?

    Um beijo

    ResponderExcluir
  6. Teca eu mexi errado nas configurações do meu blog. caso você tenha tentado posta um comentario e ñ deu certo peço desculpa! já arrumei a coisa =) kkk... em todo caso desculpa tá. beijos amiga estou sempre de olhos aqui...

    ResponderExcluir
  7. Siempre nos deleitas con bellos poemas, un fuerte abrazo Teca.

    ResponderExcluir
  8. Lindo poema Drummond é mesmo muito bom!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  9. we have hands..
    not wings..

    how to fly with the speed of the earth?
    we to stand here as trees..
    moving trees..
    at times it may hurt..
    we to bear that too..

    ResponderExcluir
  10. Belo...Carlos Drumond de Andrade é sempre bom!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  11. Lautert, tudo de bom pra você também.
    Beijinhos.

    Joop, would you like me to speak with you in Portuguese?
    You really are amazing ...
    Kisses, dear.

    Fernando, é um ciclo... é vida!
    Beijos, querido.

    Antonio, é sempre uma honra tê-lo aqui conosco. Gosto muito do que você escreve no seu blog.
    Beijos e abraços.

    Javier, que bom que veio...
    Beijinhos.

    Lídia, Drummond tinha uma magia única com as palavras...
    Beijocas.

    José Alfonso, e quanto tempo...
    Um abraço.

    Saulo, Saulo... ontem você me deixou doidinha! Ahahahahahahahahaha
    Mas hoje já voltei lá e comentei tudinho... falando pelos cotovelos! ;)
    Beijos doces, menino bonito!!!!

    seva, obrigada por sempre vir aqui me deixar um carinho.
    Beijos ternos.

    Petra, eu gosto muito dele...
    Beijos, menina!

    arvind, we have real hands and wings of imagination! ;)
    Kisses, dear friend.

    Don, a big hug.

    José Alba, obrigada.
    Um abraço.

    Marcos, ele é eternamente bom!
    Beijos com ternura.

    ResponderExcluir
  12. "wings of imagination"

    teca, u too become a poet - now a days..

    ResponderExcluir
  13. a song me came across today..
    it may say - how much me love her..

    http://www.youtube.com/watch?v=HKCQZvfOxqA&feature=player_embedded#at=25

    ResponderExcluir
  14. arvind, the songster...
    Kisses and hugs.

    Amin, good evening, honey!
    Kisses.

    ResponderExcluir