terça-feira, 20 de julho de 2010

Difícil unidade

foto: internet

Somos uma difícil unidade de muitos instantes mínimos - isso seria eu. 
Mil fragmentos somos, em jogo misterioso, aproximamo-nos e afastamo-nos, eternamente - Como me poderão encontrar? Novos e antigos todos os dias, transparentes e opacos, segundo o giro da luz - nós mesmos nos procuramos. 
E por entre as circunstâncias fluímos, leves e livres como a cascata pelas pedras. - Que metal nos poderia prender? 

 
Cecília Meireles

14 comentários:

  1. Muy lindas tus palabras!!

    Feliz día del amigo!!


    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  2. So touching, Teca. You have a wonderful way of selecting poems and prose... hugs!

    ResponderExcluir
  3. Muy bonitas palabras Teca, un fuerte abrazo desde Reinosa.

    ResponderExcluir
  4. Olá.
    Aqui estou, com enorme prazer, a retribuir a sua visita. Estou encantado! Adoro palavras.

    De fato, como sermos descobertos se somos feitos de tantas partes?

    Bj
    Paulo

    ResponderExcluir
  5. Teca, muy bonita imagen y preciosas palabras.

    Un saludo grande.-

    ResponderExcluir
  6. ...Ao olhar as mãos quando seus olhos se encontram, quando o toque dos lábios .. ninguém se pode distrair das flores da Primavera melhores ..

    Morris

    ResponderExcluir
  7. Excelentes palavras da Cecília!
    Bjs
    G.J.

    ResponderExcluir
  8. Leuk dat je mijn blog met regelmaat bekijkt.
    Lief hé, dat egeltje en ook de andere dieren, en al het moois van de natuur!

    Zo vind ik de manier van schrijven van jou zo mooi,woorden zeggen zoveel.
    Dank je wel.
    Veel liefs,
    Joke.

    ResponderExcluir
  9. O movimento que leva e de que é feito o homem.

    Teca, tão bom ler este texto de Cecília Meireles!

    Um beijo.
    Jefferson

    ResponderExcluir
  10. Alejandro, fiquei muito emocionada com suas felicitações!
    Beijo carinhoso, amigo!

    Allison, thanks for caring.
    A big hug.

    Jose (seva), que bom que aprecia os versos de Cecília Meireles.
    Beijinhos.

    Paulo, obrigada pela visita! Fique à vontade para vir quando puder ou quiser.
    Beijos.

    Juan, obrigada!
    Beijos e abraços.

    Morris, você sempre me deixa palavras suaves... um sonho!
    Beijo afetuoso.

    Gaspar, sempre gostei da poesia dela.
    Beijos, amigo.

    Joke, is an honor to have you here. Thank you for your so sweet words. Come whenever you can, you will always be welcome here!
    See you around ...
    Kisses with love.

    Jefferson, que bom vê-lo aqui! Fico contente...
    Um grande abraço, querido.

    ResponderExcluir