segunda-feira, 14 de junho de 2010

O tamanho do espaço

foto: internet

 
A medida do espaço somos nós, homens,
Baterias de cozinha e jazz-band,
Estrelas, pássaros, satélites perdidos,
Aquele cabide no recinto do meu quarto,
Com toda a minha preguiça dependurada nele...
O espaço, que seria dele sem nós?
Mas o que enche, mesmo, toda a sua infinitude
É o poema!
- por mais leve, mais breve, por mínimo que seja...

Mário Quintana

11 comentários:

  1. Thank you for following One Photograph a day and your nice comments!

    ResponderExcluir
  2. Luis, obrigada pela sua visita também. Apareça!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Que hermoso poema Teca y que alucinante fotografia.
    Te mando un saludo muy especial, porque sos especial.

    ResponderExcluir
  4. um poema de quem sabia que o que era poema de uma menina que sabe o que é bonito!
    beijinho Teca querida!

    ResponderExcluir
  5. Profunda reflexión poética acompañada de una espléndida imagen!!!

    Un abrazo!!! ;)

    ResponderExcluir
  6. A moving photograph. Lovely Teca.

    ResponderExcluir
  7. Continuo siguiéndote aunque no comente.
    También hay belleza en el silencio...Shshshsh...Escucha...

    ResponderExcluir
  8. Bello poema y como no, acompañado de una bellesima foto, un abrazo

    ResponderExcluir
  9. Poema sencillo y directo, de otro autor desconocido para mí... leyendo tu blog poco a poco voy descubriendo autores muy interesantes.

    Un abrazo,

    ResponderExcluir
  10. Alejandro, especial é você por vir aqui sempre me ver! :)
    Beijo especial.

    Saulo, que graça as suas palavras...
    Beijo afetuoso.

    Ignacio, um beijo estalado pra você!

    Fernando, que bom que apareceu...
    Beijos.

    Allison, é mesmo uma foto em movimento!
    Beijo carinhoso.

    Jaime, veja que belo separei pra você: "Há um silêncio dentro de mim. E esse silêncio tem sido a fonte de minhas palavras". :)
    Beijos e abraços.

    Paco, também gostei muito dessa foto...
    Beijos.

    Roberto, Quintana é uma delícia... se você pesquisar, achará tantas palavras singelas...
    Beijos.

    ResponderExcluir