quarta-feira, 10 de março de 2010

Espírito do amor


foto: internet


"Nós dois estamos procurando tocar os limites da nossa existência.

Os grandes poetas do passado sempre se entregavam à vida. Eles não procuravam uma coisa determinada, nem tentavam desvendar segredos: simplesmente permitiam que suas almas fossem arrebatadas pelas emoções.

As pessoas estão sempre buscando segurança, e às vezes conseguem: mas a segurança é um fim em si, e a vida não tem fim.

Poetas não são aqueles que escrevem poesia, mas todos os que têm o coração cheio do espírito sagrado do amor".

Fragmentos de "Cartas de amor do profeta" de Kahlil Gibran, 1883-1931



Nenhum comentário:

Postar um comentário